sábado, 20 de dezembro de 2014

Análise da Fritadeira AirFryer da Philco

Antes de comprarmos uma fritadeira AirFryer, a nossa grande questão era: vale a pena? As comidas ficam realmente iguais a quando são fritas? Outro questão era o preço. A Walita custa uma fortuna, então seria necessário achar uma mais acessível. Optamos pela Philco, por causa do histórico da marca. É possível encontrá-la por 400 reais, mas pagamos um pouco mais. Mais barata do que essa, existe a Britânia, que está menos de 300 reais. Muitos vão dizer que esta é uma marca vagabunda, mas a realidade é que Philco está alugada justamente à Britânia, ou seja, as duas são a mesma coisa.

O primeiro teste que fizemos foi com a batata frita, para ver se ficava igualzinho às feitas no óleo. Imediatamente notamos que não fica. O resultado é parecido, mas não é igual. Então fizemos umas adaptações. Sempre compramos batatas congeladas e passamos a deixá-las descongelar uns minutinhos. Depois, antes de colocá-las na fritadeira, adicionamos um fio de óleo por cima do monte. Isso faz com que fiquem realmente iguais a uma fritura. Ficam crocantes. Leva um pouco de óleo, mas é bem pouco. Entretanto, acontece um problema quando você quer fazer grande quantidade. O aparelho demora 25 minutos para fritar uma porção grande. Por isso, as vezes é mais fácil usar óleo mesmo. Depois de aquecido, a fritura é bem rápida. O lado bom desse eletrodoméstico é que não fica cheiro de fritura pela casa, não suja o fogão todo e é mais saudável.

Depois da batata foi a vez do pastel. Esse ficou bem diferente, mas não ruim. Achamos gostoso, mas é um outro gosto. Não fizemos o teste colocando um fio de óleo para saber como fica. Um dia faremos. Os empanados em geral ficam muito bons também. A máquina se mostrou muito útil para fritura de filés de diversos tipos, o que foge ao escopo do blog, mas como a minha família come carne, utilizamos para isso recorrentemente. Acaba sendo uma mão na roda. Coloca-se lá dentro e é só esperar o tempo passar.

Quanto à qualidade da fritadeira Philco/Britânia existem problemas. Com três meses de uso, em vários dias na semana, a cesta da fritura começou a dar problema. Logo no primeiro mês o encaixe entre as duas cestas começou a afrouxar e recentemente as coisas pioraram muito. O pegador que se liga à cesta interna está praticamente quebrado. Assim não temos como pegar a cesta pelo cabo e virar a batata em outro recipiente.

Minha impressão é que esse aparelho foi feito para as pessoas usarem uma vez por semana. Aí vai durar um ano, talvez dois. Nós usamos várias vezes por semana e não passou de 3 meses. Neste momento estamos tentando utilizar a garantia. Vamos ver como será. Fizemos uma pesquisa e a cesta interna custa 80 reais.

Resumindo, o aparelho tem sua utilidade, faz uma comida até gostosa e mais saudável, mas aumenta o consumo de luz e essa marca quebrou com quatro meses de uso. Eu optaria pro outra, mas elas são todas visualmente muito parecidas. Ou seja, a qualidade deve ser semelhante em todas elas.



Postar um comentário

Outros posts do Cozinha Veg

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...