quarta-feira, 6 de junho de 2012

Dia Triste... Adeus Neno

Então.. depois de tudo o que aconteceu, não acho que ele tenha caído dormindo de uma altura tão pequena, mas imagino que ele tenha tido algum tipo de ataque, derrame ou problema que o fez cair...


Quando chegamos no vet ele estava ofegante, e achamos que era por conta da dor. Ele estava sem mexer um braço, e achamos que o problema era na perna.. que tivesse deslocado, fraturado, ou algo assim. Mas, quando fomos tirar raio-x ele começou a vomitar sangue. Então, não apenas um problema, mas todo um quadro.. ele foi perdendo a coordenação motora aos poucos, ficando frio e com a respiração cada vez pior.. mesmo segurando o oxigenio, ele estava com as mucosas brancas e roxas. Não sabemos realmente o que aconteceu. Só que foi derrepente... e, por isso, imagino mesmo que sua hora havia chegado.

Eu vi o Neno nascer.. era o gato mais amoroso e sociável de todos. Era sempre primeiro a se apresentar pras visitas e dar a barriga cor de rosa imensa para fazerem carinho.. não importa quem fosse, ele estava se esfregando e se apresentando. Quando pequeno, foi o primeiro a explorar o ambiente.. não tinha medo de nada. Era um líder. Desde pequeno tambem sempre dormia junto com o Lipídio, seu irmão que sentirá muito a sua falta.. quando impedíamos que ele fizesse algo, ele soltava um miado meio que mais parecia um choro de neném, e por isso demos à ele o nome de Neno.




Tinha obsessão por plástico. Quando estavamos comendo bombom ele vinha, não pelo chocolate, mas pelo papel que protege o bombom e sempre que ouvia barulho de plástico arregalava os olhos e ia atrás pra morder. Adorava implicar com a Saori, e lamber o Lipídio. Adorava ficar perto de nós.. e dormia toda noite nos nossos pés, disputando o espaço com a Saori. Quando perdia.. ia pra cima do travesseiro da Nasa que deixamos pra eles.. e ele adorava esse travesseiro. Ficava amassando pão, ronronando e adorando estar ali.. em cima da coisa mais fôfa que ele podia ficar. Quando eu ia arrumar a cama de manhã, muitas vezes ele estava enrolado no edredom como um rocambole.. só com a cabecinha de fora.. e eu perdia toda a coragem de tirar ele dali só pra arrumar a cama.. afinal, a cama era nossa. Quando tinha que sair da cama, sempre dava um miado de reclamação.

Nosso Neno foi muito amado, e lutamos por ele até o fim. Desde o início sabia que ontem poderia ser nossa despedida.. e ele foi partindo aos poucos.. lutou bravamente, mas no fim, deve ter aparecido alguem do outro lado e ele quis logo se apresentar, como ele sempre fez em vida.

Fica aqui minha eterna gratidão por ter tido convivido com você Neno... mamãe te ama.

Outubro de 2001 à Junho de 2012.
Postar um comentário

Outros posts do Cozinha Veg

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...