domingo, 10 de janeiro de 2010

Dessocializando seu Cão

Fico impressionado com a quantidade de pessoas que tem cães desequilibrados. Os bixos latem para todo mundo, tentam até morder outras pessoas e outros animais. E eu me perguntava porquê, mas depois de assistir a diversos episódeos de Cesar Millan (O Encantador de Cães) eu comecei a entender o que acontece.

As pessoas não levam seus cães para passear e quando levam, ainda os impedem de interagir com outros cachorros. É impressionante. A 50 metros de outro animal, o dono já começa a puxar a coleira, ou entra em pânico. Ja vi muita gente levantar o bixo pela coleira e começar a rodar. Notem que não estou falando de cachorros grandes e perigosos, que podem fazer estrago com uma mordida. Estou falando de animais de pequeno e médio porte.

As pessoas são inseguras e transmitem isso a seus cães. Pessoas que não controlam a si mesmas, não vão conseguir fazer isso com seus animais. Elas não tem capacidade de controlá-los nem mesmo na coleira. E quando impedem que os cães tenham contato com outros da mesma espécie, deixam o animal cada vez mais frustrado. Já vi cachorros sentarem na rua para que o dono não os puxasse. Eles queriam "conversar" com o meu cachorro, mas nunca conseguem. A cena se repete dia após dia. E o dono do animal não enxerga que o cão dele só quer interagir, nada mais.

Raparo que a cada dia cresce o número de pessoas que fazem isso. Vejo aos montes na rua. As pessoas não enxergam que o problema está nelas e não no cachorro. Mais de 90% dos casos são assim. Muita gente adota animais para suprir suas necessidades emocionais e acabam dando ao animal uma vida mizerável e estressada.

Hoje aconteceu mais um caso desses. Um casal que estava brincando de jogar bolinha para seu cão pequeno em uma grande área de grama aqui perto, viu meu cachorro e eu nos aproximando de longe e já colocaram a coleira. Em seguida, levaram seu animal para bem longe. Nem deixaram os dois se cheirarem. Nem perguntaram se o meu cão era bravo ou coisa assim. Muitos donos perguntam algumas coisas antes de permitir o contato, mas pessoas asssim fazem parte de uma minoria consciênte.

Como pode? Eu fiquei com pena da minha cachorrinha, que ficou olhando para o outro animal de longe e queria se divertir com ele. Infelizmente, eu tenho que intervir e não deixo ela ir até lá por causa de pessoas que não entendem nada de animais. Sinto muita pena desses cães. Sei que muita gente que vai ler isso vai se identificar e dar mil desculpas para essas atitudes, mas no próximo post eu vou contar como reabilitamos um cão que tinha esses problemas.

Não faça isso com seu cão. Se você faz, por favor, quando esse animal se for, não tenha outro. Se quiser ter outro, procure ajuda antes. Mas saiba que a ajuda não é para o cão.
Postar um comentário

Outros posts do Cozinha Veg

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...